Primeiros passos para quem deseja comprar a casa própria

Está pensando em comprar a sua casa própria? Essa aquisição envolve taxas e valores altos, podendo ser mais vantajosas em alguns períodos do ano. Existem algumas dicas para as quais você deve estar atento antes de fechar negócio. Saiba quais os primeiros passos para essa compra lendo o texto a seguir:

Sair do aluguel e começar a constituir patrimônio é o sonho de muitas famílias. Apesar da euforia de passar a morar no que é seu, essa negociação precisa ser efetuada com muito cuidado.

Afinal, estamos falando de um investimento a longo prazo e que exige um bom capital para que as contas não acabem ficando no vermelho. Portanto, quem está pensando em comprar um imóvel, vale a pena conferir as dicas a seguir e se preparar corretamente.

Junte uma boa entrada

O financiamento de um imóvel, quando é realizado de forma simples e sem recurso, vai exigir o pagamento se uma entrada. Quanto maior a entrada, menor o valor e menores as parcelas a serem pagas.

Por isso, será interessante para diminuir a sua divida e estar vivendo uma moradia acessível para o seu bolso, ter algum dinheiro acessível para contar.

Verifique oportunidades de subsídio

Hoje em dia existem alguns recursos que você pode utilizar para dar um pontapé na compra do seu imóvel. Um deles é o programa Minha Casa Minha Vida, que proporciona auxílio de subsídio na compra da primeira casa. O subsídio do programa é dividido em grupos dependendo da renda familiar de cada um.

E além do subsídio do Minha Casa Minha Vida, você também pode contar com grandes oportunidades para comprar sua casa através do Feirão da Caixa. Uma outra opção é o programa que promove moradia acessível chamado CDHU. Os interessados podem participar através do cadastro CDHU 2020.

Decida o tipo de imóvel

Quem está tomando as decisões para conquistar a chave da sua casa, irá se deparar com três tipos de imóveis: novos, semi-novos e em construção. Decidir qual a melhor opção para você é fundamental!

Por vezes, uma opção pode sair mais em conta que outra, então vale a pena conferir qual tipo de imóvel mais condiz com as suas finanças e prioridades como comprador.

Não economize na pesquisa

As vezes, a melhor opção nem sempre está nas oportunidades mais próximas. E comprar um imóvel requer toda paciência e pesquisa possível.

Quem economiza na procura, pode acabar tendo uma dispensa maior depois. Então a dica é você expandir o seu leque de opções e estar atento a todos os tipos de negócio.

Saiba avaliar quando o financiamento estudantil vale a pena!

Você conhece o financiamento estudantil? Hoje existem alguns recursos que você pode usar para começar o seu curso e conquistar o seu diploma e um deles é o financiamento. Esta ferramenta permite um suporte financeiro para que você possa se qualificar mesmo sem poder custear a formação completa. Mas será que vale a pena para você?

O financiamento estudantil é uma possibilidade interessante que tem uma grande procura por parte dos estudantes. No momento, o programa mais procurado para esse tipo de negociação é o Fies, pois oferece as melhores condições do mercado.

O Fies permite que o estudante comece seu curso pagando parcialmente ou até não pagando nada. Quem conseguir a bolsa do programa só precisa devolver o valor total em parcelas após o final do curso.

E quem quer saber se vale a pena ou não se utilizar desse recurso, deve conhecer um pouco mai s dessa possibilidade. Veja a seguir as dúvidas mais comuns quando o assunto é financiamento estudantil e saiba se fale a pena:

O que é o financiamento estudantil?

O financiamento estudantil é um acordo ofertado entre o órgão financiador e o beneficiário para que o mesmo possa estudar nas instituições parceiras.

Esse tipo de contrato pode incluir cláusulas diferentes, dependendo bastante das condições do aluno. Pelo Fies, por exemplo, é possível ser isento de diversas taxas.

O programa também exige alguns procedimento dos estudantes, como o aditamento FIES que precisa ser realizado periodicamente, além de ser um fator para perda da bolsa caso não seja cumprido.

Como conseguir?

Para conseguir a sua bolsa através do Fies, os estudantes devem se cadastrar no programa através do portal oficial na internet. Lembrando que o mesmo deve estar de acordo com os requisitos do programa.

Também é preciso estar atento ao prazo de inscrição, que ocorre duas vezes por ano ao começo de cada semestre. Se selecionado, o candidato será direcionado para o SisFies e depois será redigido um contrato entre as partes.

Quando vale a pena?

Para quem se questiona se vale a pena ou não utilizar o Fies para começar a estudar, aqui vão algumas dicas. Veja as possibilidades de financiamento para a sua renda familiar, pois alguns estudantes não conseguem bolsa total.

É importante também,  estar atento para o índice de empregabilidade para o curso da sua escolha na região em que você reside u irá atuar.

Leve em consideração o retorno financeiro ao final do curso e se possível, comece a fazer um pé de meia para garantir a devolução do seu financiamento ao programa. Se essas situações forem positivas, vale a pena utilizar o Fies!

Quais os primeiros passos para quem deseja tirar a carteira de motorista?

Para muitos jovens, tirar a sua carteira de motorista é um sonho e um passo importante. Mas mesmo para quem já é mais velho, o sonho da CNH ainda pode ser realizado.

Você sabia que existem algumas oportunidades para você, e pode até ser possível conquistar este documento sem nenhum custo? Para entender melhor, veja o texto a seguir:

CNH SOCIAL

O que é a CNH Social?

A CNH Social, ou ainda, a CNH Popular, é um programa que permite que pessoas de baixa renda possam conquistar a sua primeira carteira de motorista gratuitamente. Mas é preciso estar atento! Esta inciativa não é recorrente em todos os estados, por isso, verifique se na sua região há a possibilidade de solicitar a CNH Social 2019.

Como conseguir?

Se inscrever no programa é simples, você só precisa acessar o site do Detran do seu estado no período de solicitação e clicar na opção de CNH Social/ Popular. Depois é só seguir as instruções de inscrição e aguardar a aprovação.

Quem tem direito?

Para conseguir a sua CNH Social é preciso corresponder a alguns critérios. Por exemplo, você deve ter idade mínima de 18 anos, assim como precisa possuir renda familiar de até 2 (dois) salários mínimos. Os participantes de programas sociais, como o Bolsa Família também podem se inscrever. É importante estar registrado no Cadúnico.

Caso tenha dúvidas, acesse: minhacasavida.com.br/minha-casa-minha-vida-2019/

CNH TRADICIONAL

O que é a CNH Tradicional?

A CNH Tradicional é voltada para o público geral e pode ser conquistada depois de um determinado período na autoescola. Você deve procurar uma instituição de ensino próxima a você e se inscrever. Lembrando que podem ter custos adicionais. Após o período obrigatório na autoescola, você será submetido a alguns exames práticos e teóricos importantes que garantiram a retirada da sua CNH.

Como conseguir?

Antes de tirar a sua CNH, você deve fazer todo o processo para retirar a sua permissão para dirigir. Esta permissão dura um ano e é uma etapa muito importante para que você consiga a sua CNH definitiva. O motorista só irá receber a sua CNH, se durante o período de validade da permissão ele não tiver cometido infrações de natureza grave ou gravíssima.

Quem tem direito?

Para conseguir solicitar a sua CNH, é preciso responder pelos seus próprios atos judicialmente, saber ler e escrever, ser portador de identidade assim como de Cadastro de Pessoa Física (CPF). Jovens emancipados legalmente podem requirir se estiverem de acordo com os requisitos.

Ainda vale a pena ter carro? Veja o que levar em consideração antes da compra

Comprar um carro é um passo muito importante e implica diversas questões que devem ser levadas em consideração. Carro exige planejamento, por isso, quem não considerou todos os pontos, pode acabar envolvido em um mau negócio. Será que ainda vale a pena te rum carro? Para entender, veja a seguir o que você precisa avaliar antes da compra.

Impostos obrigatórios

Além do próprio valor do veículo e das parcelas do financiamento, o motorista deve estar atento ao valor dos impostos obrigatórios. Se, o cumprimento destas taxas fica inviável para ele circular pelas ruas de maneira legal.

Alguns valores, como o Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) variam de acordo com a região e o tipo de automóvel. Isto quer dizer que as motos 2020, terão um IPVA mais barato se comparado ao dos carros.

Trânsito

Um outro ponto interessante é o trânsito. Cada vez mais veículos estão circuando o que torna o trânsito caótico e quem não está preparado para lidar com este aspecto todos os dias, precisa repensar sua aquisição.

O trânsito difícil e a necessidade de chegar ao seu destino em pouco tempo estão sendo os maiore s motivos para que os compradores considerem levar uma motocicleta ao invés de um caro. Isto porque existe algum modelos como a Honda PCX 150 2020 que prometem mais praticidade.

Combustível

Como você já deve ter notado, os combustíveis em geral tiveram uma alta considerável. Portanto, quem vai comprar um carro deve calcular o gasto mensal com gasolina ou outros e ver se está dentro do orçamento.

Manutenção

Quem compra um carro ou uma moto, deve manter em mente a possibilidade de gastos surpresas. Para evitar essas situações, é necessário estar atento a manutenção do seu veiculo.

É interessante fazer uma avaliação periódica no mecânico para evitar contas caras e manter o seu veículo e, bom estado caso tenha interesse em revender no futuro.

Desvalorização

Um grande problema para quem possui um veículo é que com o tempo o preço dele cai e o veículo fica desvalorizado. Isto porque, todas tendências e modelos vão surgindo e aquele veículo que você compro como o carro do ano, pode perder valor de mercado rapidamente.

Este ponto é importante principalmente para os carros populares, categoria de veículo que passou por mudanças e subiu de preço. Então, quem está pensando em comprar um carro para revender em breve, deve levar em consideração o tempo de desvalorização do modelo escolhido.

Conheça as 5 melhores instituições para cursos técnicos em São Paulo

Na hora de pensar no seu futuro, é importante ressaltar que a melhor instituição pode lhe dar uma vantagem no mercado de trabalho e fazer valer os seus esforços. Por isso, os paulistas ou quem estiver pensando em estudar em São Paulo, precisam conhecer as melhores instituições para o ensino técnico do estado.

ETEC

A Escola Técnica Estadual é uma das melhores instituições de São Paulo e possui unidades espalhadas por todo o estado. Conhecida por sua concorrência, a ETEC disponibiliza ensino de qualidade com custo zero para os aprovados.

Já pensou em estar nos aprovados ETEC 2019Para isto, é preciso realizar o vestibular e por consequência, estar atento às vagas! A escola dispõe algumas categorias de ensino, como o técnico integrado e o profissionalizante. Veja as oportunidades e não deixe de participar!

SENAC

Não é novidade que as instituições do Sistema S de ensino são uma das melhores quando o assunto é curso técnico. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) oferta uma grade de cursos muito grandes como foco para quem quer começar a atuar no mercado em breve.

Além disso, o Senac disponibiliza anualmente diversos cursos gratuitos que tem grande chance de estar em alto no mercado nos próximos anos. Quem reside em São Paulo, deve verificar as ofertas através do sistema do Pronatec.

SENAI

Outra instituição do Sistema S que possui ótimos índices de avaliação em São Paulo é o Senai. Diferente do Senac, que tem foco comercial, o foco dos cursos são para o setor industrial.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) já empregou muitos jovens e adultos e quem está na busca pela formação ideal em SP, não pode deixar de conferir as possibilidades da instituição.

4. SESC

Quem está em busca de um curso técnico em São Paulo não pode deixar de conhecer o Sesc. A sigla corresponde ao Serviço Social do Comércio.

Como o nome indica, o Sesc tem foco para o comércio e devido a isso, os cursos têm alto índice de empregabilidade na região. Você pode estudar em uma das unidades da fundação.

ETESP

Você já ouviu falar na ETESP? Esta é a sigla para a Escola Técnica Estadual de São Paulo é uma fundação reconhecida não só no estado, como em todo o país.

A instituição pode ofertar vagas para o primeiro e para o segundo semestre do ano letivo, por isso, quem tem interesse em concorrer às vagas deve ficar atento a divulgação de informações no site.

Quais são as principais instituições credenciadas do Pronatec?

O Pronatec é uma inciativa muito importante, que permite o fácil acesso a cursos técnicos gratuitos. O programa visa capacitar jovens e adultos nos mais diversos cursos com alta demanda no mercado.

Quem começa a estudar através do Pronatec, pode conseguir seu certificado de conclusão de curso nas melhores escolas técnicas de ensino do país. Confira a seguir quais são as principais instituições credenciadas do Pronatec.

O que é o Pronatec?

PRONATEC corresponde ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego e tem o intuito de expandir e facilitar o acesso aos cursos técnicos em diversas instituições do país.

O programa tem parceria com diversas instituições e possui grande oferta de curso em mais de 300 unidades espalhadas pelo país. Muitos estudantes já se beneficiaram com esta inciativa e conquistaram o certificado do curso.

Os cursos técnicos oferecidos, geralmente, têm alta demanda no mercado, por isso possuí um índice de empregabilidade considerável. A formação pode durar entre dois e três anos.

Quais as instituições participantes?

O Pronatec possui convenio com muitas instituições, tanto da rede pública como da rede privado. Entre as melhores escolas parceiras, estão as unidades do Sistema S de ensino, como por exemplo, o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial).

Outra escola com grande oferta de cursos e representa uma das principais instituições é o Senac, que corresponde ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. Os SENAC cursos têm grandes oportunidades para a área comercial.

Vale lembrar que o Pronatec também possui convenio om a rede particular de ensino. Através do programa você pode estudar de maneira gratuita na UNIP e na Anhanguera.

Algumas instituições dispõe de diversas modalidades de ensino, dependendo do curso, é o caso da formação de ensino à distância ofertados pelo programa. A oferta de cursos pode variar de um estado para outro, por isso, confira as oportunidades para a sua região e se inscreva no Pronatec!

Quem pode participar?

Quer se inscrever para os cursos 2019 e começar a estudar em uma das melhores escolas técnicas através do Pronatec? Confira a seguir quais os requisitos necessários para participar do programa:

  • Ser estudante do ensino médio da rede pública, inclusive da educação de jovens e adultos;
  • Ser um trabalhador;
  • Ser um beneficiário dos programas federais de transferência de renda ou;
  • Ser um estudante que tenham cursado o ensino médio completo em escola da rede pública.

Se esta oportunidade é ideal para você, fique atento às vagas para as diversas áreas de aprendizagem e se inscreva no site do Pronatec para concorrer a uma bolsa!

Qual a pontuação mínima para conseguir um curso pelo SISU?

O SISU é um programa do Governo Federal que oferece bolsa de estudo integral em instituições públicas. Devido a vantajosa oportunidade que o sistema oferece, muitas pessoas disputam uma vaga por meio do programa. Com isso, as notas obtidas no ENEM necessitam ser cada vez mais altas. Já que a seleção é feita por aqueles que obtiverem as maiores pontuações.

O que é o SISU?

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) é um programa gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC). O objetivo é selecionar alunos para as universidades públicas do país, em âmbito estadual e federal.

Para conseguir uma vaga, os candidatos precisam realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no anterior ao de inscrição no SISU. Os que obtiverem as maiores notas, considerando o curso e o número de vagas por instituição, serão selecionados.

A inscrição no programa acontecem duas vezes ao ano, sempre no início de cada semestre. A maioria das universidades públicas do país utilizam o sistema como forma de recrutamento dos seus alunos.

Como calcular a nota do SISU?

Cada universidade pública possui uma lista de SISU notas de corte. Considerando o número de oportunidades por curso e os inscritos para a vaga. Quanto mais candidatos, maior a nota de corte. Já que automaticamente a disputa fica mais acirrada.

A nota é o resultado do que foi conquistado no ENEM. Dentro dos 4 conteúdos aplicados nas duas provas, mais a redação. A nota máxima é de 1.000 pontos. Mas, aqueles que conquistam acima de 800 pontos podem declarar esta uma nota excelente.

Considerando que a prova é complexa, e exige muita atenção dos candidatos, o INEP também pondera o padrão de resposta de cada estudante. Sem se limitar ao número de acertos.

Notas de corte SISU

Depois do ENEM, outra média que é muito disputada é o Fuvest notas de corte. Com o vestibular os candidatos tentam uma vaga na Universidade de São Paulo (USP), uma das principais do país.

Para ter um parâmetro do que é exigido, as notas de corte UFPR  tem sua menor pontuação em torno de 570 com curso menos disputado. E as notas de corte UNICAMP têm o mínimo de 540 pontos.

É importante considerar que quanto mais disputado for o curso, a nota aumenta. Então, cursos da área da saúde, direito e matemática possuem notas de corte maior.

Quais estados já é possível fazer a matricula escolar pela internet?

Com o começo do ano, há muito oque se fazer: contas a pagar, documentos para colocar em dias e a escola das crianças. Além de se preocupar com material escolar e livros, os país ainda precisam enfrentar o tumulto nas escolas para realizar a matrícula de seus filhos. Mas, para algumas regiões, já é possível passar por esta etapa escolar com muito mais conforto.

A matrícula online é uma facilidade desenvolvida para que você possa selecionar e inscrever seu filho numa instituição de ensino sem precisar se locomover até à escola. Quer saber se é possível realizar este processo na sua região? Veja a seguir quais estados já é possível fazer  matrícula escolar pela internet.

Como funciona a matrícula online?

A matrícula online é uma iniciativa do Governo Federal que possibilita, através de um sistema digital, que você reserve a vaga do seu filho em diversas instituições. Este tipo de processo simplifica muito a matrícula escolar e evita que as escolas fiquem lotadas durante o começo do ano.

Sem contar que, além da facilidade, você também pode conferir o perfil de várias escolas e buscar informações online sobre elas. Ou seja, há uma grande economia de tempo. Para quem quer se utilizar deste recurso, é recomendado acessar a matricula digital 2019 e visualizar todas as informações.

Quais estados disponibilizam a matrícula online?

Este sistema tem uma implantação fácil e rápida, por isso, muitos estados já aderiram a ele. Mas vale lembrar que este tipo de matrícula está voltado para instituições públicas estaduais e municipais, para o ensino privado, o processo pode ser diferente.

É possível inscrever seu filho em uma escol através da matrícula digital na modalidade de ensino fundamental e de ensino médio. Confira abaixo algumas regiões que já se utilizam do sistema online:

  • Rio Grande do Sul
  • Roraima
  • Paraíba
  • Maranhão
  • Acre
  • Belo Horizonte
  • Rio Grande do Norte
  • Piauí
  • Distrito Federal
  • Mato Grosso
  • Amazonas
  • Rio de Janeiro
  • Santa Catarina
  • São Paulo

Não achou o seu estado? Veja a lista completa com os sites devidos para cada região no link acima. Através do site, você poderá conferir as possibilidades para a sua cidade e verificar o que é preciso para realizar a matrícula digital.

Muitos estados já adeririam a este processo e têm facilitado a vida de muitos país. O começo do ano é muito agitado para todo mundo, portanto, é preciso buscar recursos que otimizem tempo. Confira a matrícula digital já!

Quais as melhores faculdades com ensino a distância?

Se tem uma modalidade de ensino que tem crescido muito no país, é a modalidade de Ensino à Distância (EAD). Seja pela facilidade de realizar um curso em casa, a otimização de tempo ou o custo, muitos alunos tem preferido a formação não presenciaisl. Mas mesmo para os cursos à distância, é importante selecionar uma boa instituição, que seja reconhecida pela qualidade nesta modalidade.

Para quem está pretendo inciar um curso EAD, vale a pena conferir a seguir quais as melhores faculdades com ensino a distância:

Estácio

Para quem está buscando cursar uma formação online com qualidade de ensino e acessibilidade funcional, a Estácio de Sá é uma ótima opção. Através da instituição é possível realizar diversos cursos de graduação e no final você ainda receberá o certificado de conclusão do mesmo.

Unopar

Outra ótima instituição que está no mercado do ensino à distância há alguns anos é a Unopar. Os cursos são variados e reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

Para os estudantes que querem conseguir uma bolsa de estudo Estácio e Unopar vale a pena continuar a ler e descobrir como!

Anhanguera

A Anhanguera tem ficado cada vez mais conhecida na modalidade não presencial. A avaliação de sua qualidade de ensino é positiva. Sem contar que, o material disponível é muito completo. Muitos estudantes estão cursando o nível superior junto a instituição. Para se inscrever, identifique a oferta para a sua região e informe seus dados.

Unip

Outra instituição reconhecida nesta modalidade e que já está formando diversas pessoas, é a Unip. As oportunidades para os cursos de graduação são muitas. Você pode encontrar a sua formação ideal na instituição, basta verificar os cursos que você pode fazer e se inscrever em uma unidade.

É possível conseguir uma bolsa na modalidade EAD?

Nem todo mundo é ciente desta possibilidade, mas sim, você pode conseguir uma bolsa de estudo na modalidade de Ensino à Distância. Quer saber como? Você pode se candidatar para uma bolsa de estudos online na modalidade EAD e conseguir realizar o seu curso com descontos de até 70% de desconto! Quem quer começar um curso nos próximos meses deve se inscrever no Educa Mais Brasil EAD 2019.

Você deve verificar a oferta de vagas EAD para a sua região e e se inscrever nas melhores instituições. Muitos estudantes já se utilizam do Educa Mais Brasil e se beneficiam de ótimos descontos. Cadastre-se e faça parte do programa!

O que é direita e esquerda na politica?

Desde sempre, a política se divide em partidos e ideologias distintos. Mas não devemos caracterizar as facetas da política julgando somente pelas divisões dos partidos. Existem mais fatos e complexidades relacionados ao teor político do que os esteriótipos sociais podem prever.

No nosso país, temos a política de esquerda e a de direita, porém nem todo mundo sabe do que se trata de fato e por isso, acaba ficando sem um posicionamento político plausível. Quer entender melhor sobre essa divisão binária? Continue lendo e entenda.

A Esquerda e a Direita na política

Estes termos foram desenvolvidos para denominar opiniões e soluções contrapostas para os problemas que são de responsabilidade política. No Brasil, os dois termos surgiram na época da Ditadura Militar. As pessoa que apoiaram o golpe militar foram consideradas “de direita” enquanto as que eram a favor do regime socialista foram chamadas “de esquerda”.

Muitas vezes durante a história, ambos os partidos tiveram ápices de posicionamento radical, chegando a agir com violência e interferir diretamente no Estado e na vida das pessoas.

A direita

A direita representa hoje o público dos conservadores, assim como os liberais, democratas-cristãos, nacionalistas, entre outros. Já na economia, a política de direita tende a defender a iniciativa livre do mercado e à valorização da propriedade particular.

O assunto também está ligado a um teor moral. A direita está sempre sendo associadas à defesa da família tradicional, sendo muito fígida em relação a legalização das drogas e temas como aborto e casamento gay, por exemplo.

O termo em si não foi suficiente para abranger todas as posições políticas, por isso, dentro do próprio movimento surgiram denominações mais específicas. São elas: centro-direita, direita e extrema direita.

Pode acontecer de pessoas pertencentes ao grupo centro-direita compartilhem de alguma ideologia da política de esquerda. O que é mais difícil de acontecer é o público da extrema-direita ter alguma concordância com ideias aparentemente opostas às suas propostas.

A esquerda

O posicionamento da esquerda é formado, na sua maioria, progressistas, social-democratas, socialistas democráticos, ambientalista, entre outros. Assim como na direita, foi necessário o desenvolvimento de termos mais específicos para descrever as ideologias defendias, são eles: extrema-esquerda, esquerda e centro-esquerda.

A esquerda defende a legislação dos direitos civis e a manutenção dos mesmos, assim como da liberdade destes direitos. Já na economia, este posicionamento luta por uma economia mais justa e igualitária.

Levantando bandeiras de suas defesas, a esquerda, diferente de seu termo oposto, defende a não interferência do governo em relação a economia e não privatização de órgãos públicos.