Você conhece o financiamento estudantil? Hoje existem alguns recursos que você pode usar para começar o seu curso e conquistar o seu diploma e um deles é o financiamento. Esta ferramenta permite um suporte financeiro para que você possa se qualificar mesmo sem poder custear a formação completa. Mas será que vale a pena para você?

O financiamento estudantil é uma possibilidade interessante que tem uma grande procura por parte dos estudantes. No momento, o programa mais procurado para esse tipo de negociação é o Fies, pois oferece as melhores condições do mercado.

O Fies permite que o estudante comece seu curso pagando parcialmente ou até não pagando nada. Quem conseguir a bolsa do programa só precisa devolver o valor total em parcelas após o final do curso.

E quem quer saber se vale a pena ou não se utilizar desse recurso, deve conhecer um pouco mai s dessa possibilidade. Veja a seguir as dúvidas mais comuns quando o assunto é financiamento estudantil e saiba se fale a pena:

O que é o financiamento estudantil?

O financiamento estudantil é um acordo ofertado entre o órgão financiador e o beneficiário para que o mesmo possa estudar nas instituições parceiras.

Esse tipo de contrato pode incluir cláusulas diferentes, dependendo bastante das condições do aluno. Pelo Fies, por exemplo, é possível ser isento de diversas taxas.

O programa também exige alguns procedimento dos estudantes, como o aditamento FIES que precisa ser realizado periodicamente, além de ser um fator para perda da bolsa caso não seja cumprido.

Como conseguir?

Para conseguir a sua bolsa através do Fies, os estudantes devem se cadastrar no programa através do portal oficial na internet. Lembrando que o mesmo deve estar de acordo com os requisitos do programa.

Também é preciso estar atento ao prazo de inscrição, que ocorre duas vezes por ano ao começo de cada semestre. Se selecionado, o candidato será direcionado para o SisFies e depois será redigido um contrato entre as partes.

Quando vale a pena?

Para quem se questiona se vale a pena ou não utilizar o Fies para começar a estudar, aqui vão algumas dicas. Veja as possibilidades de financiamento para a sua renda familiar, pois alguns estudantes não conseguem bolsa total.

É importante também,  estar atento para o índice de empregabilidade para o curso da sua escolha na região em que você reside u irá atuar.

Leve em consideração o retorno financeiro ao final do curso e se possível, comece a fazer um pé de meia para garantir a devolução do seu financiamento ao programa. Se essas situações forem positivas, vale a pena utilizar o Fies!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *